6 Técnicas de Otimização para Links Internos

  • 9 setembro, 2016
  • SEO
Nenhum Comentário

seo-dica-large

Quando o assunto é otimização de SEO, os primeiros itens que vem a nossa cabeça são: a produção de conteúdo relevante e o link building, mas muitas vezes as estratégias de links internos são pouco compreendidas e acabam sendo esquecidas. O objetivo desse artigo é deixar claro a importância desse fator, e também vamos dar seis dicas para as melhores maneiras de colocá-lo em prática.

Afinal o que são os links internos? Essa estratégia é basicamente a ligação de páginas dentro do seu site. Primeiramente é importante entender o porquê desse uso de links internos ser bastante importante para as estratégias de SEO. Quando pensamos em estruturas de links para SEO, o foco principal é sempre em backlinks e construir relacionamentos com sites de alta autoridade, deixando de lado os links internos e o poder de relevância que ele pode trazer para o seu site!

Se você ainda não faz análises dos seus links internos, sinal que está perdendo grandes oportunidades de melhorar seu desempenho em SEO, e também de trazer uma experiência mais amigável para o seu usuário.

O motivo que explica que tais fatores sejam afetados pelos links internos, dá-se pelo fato que este traça caminhos mais claros para os robôs dos mecanismos de buscas, por exemplo o Bing e Google, influenciando os usuários/ robôs a percorrem por mais páginas (desnecessárias), permanecendo mais tempo no site. Outro benefício recorrente à estratégia de links internos é a maior exposição de call-to-actions e conteúdo para os usuários, se tornando mais visíveis para serem visitados em relação às páginas concorrentes.

Agora que está fazendo mais sentido na sua cabeça o que é uma estratégia de links internos, e os motivos a qual ela é importante para o SEO do seu site, vamos para seis técnicas/ dicas das melhores práticas:

  1. Crie conteúdo de alta qualidade: A criação de conteúdo relevante para os usuários é um dos tópicos mais comentados entre especialistas de SEO, e para links internos não poderia ser diferente, pois não é possível criar ligação relevantes entre páginas sem um bom conteúdo para direcioná-las!
  1. Não exagere nas ligações internas: Não faça ligações internas sem necessidades, um post com 2 a 3 ligações são suficientes. Não existe um limite, porém é necessário que as ligações façam sentindo e sejam relevantes ao seu leitor.
  1. Faça uso apropriado do texto âncora: O texto âncora é a palavra com o link dentro do texto, o uso do texto âncora não deve ser feito aleatoriamente, ele deve ter um sentido dentro do contexto do artigo e deve ser inserido de forma natural, porém, deve sempre trazer algum tipo de informação relevante aos usuários.
  1. A regra dos três cliques: Essa regra não é exatamente oficial para as estratégias de SEO, mas já é conhecida como uma boa prática, a regra se aplica para que nenhuma página esteja a mais de 3 cliques de distância da página inicial (Home).
  1. Deep link e links ‘dofollow’: Um erro muito comum é a prática da criação de links internos que direcionam apenas para a página inicial ou para a página de contatos. Mas você não pode esquecer de usar os deep links (estes são links que encaminham os usuários para páginas internas do seu site), verificando sempre se esses links estão “dofollow”, ou simplesmente sem o “nofollow”.
  1. Faça link de produto para produto: Essa técnica é para sites de e-commerce, o uso de links internos influência diretamente na melhora de performance nas vendas online. Se no seu e-commerce, você trabalha com diferentes marcas, modelos e cores, certifique-se que existe um link que faça referência para essas outras possibilidades de produto para que o usuário indeciso tenha um maior leque de opção de produtos.

Gostaram das dicas sobre links internos? Então compartilhe o que achou nos comentários, e fiquem ligados para as nossas próximas dicas!

Até a próxima!

Sobre nós e este blog

Nossos conteúdos são voltados para tecnologia, publicidade e inovação. Para acompanhar sempre nossas publicações, se inscreva em nossa newsletter!

Newsletter

Campos marcados com * são requeridos
Nenhum Comentário
 

Deixe seu comentário